Projeto está em fase de certificação no Inmetro e passará por testes em lugares com climas distintos

Uma telha feita com grafeno é capaz de transformar a luz solar em energia elétrica, e a cobertura especial também consegue se manter produtiva por pelo menos 80 anos. Quem afirma essas características é a Telite, empresa da cidade de Comendador Levy Gasparian, no Rio de Janeiro. De acordo com o presidente, Leonardo Retto, o objetivo foi desenvolver uma tecnologia que alcançasse a todas as classes sociais.

O projeto está em fase de certificação no Inmetro e passará por testes em lugares com climas distintos. A partir dessa validação começa o processo de vendas para o público e, depois de seis meses, está previsto o início da produção em escala. Os técnicos da empresa afirmam que com apenas quatro unidades dessas telhas é possível produzir 30 quilowatts de eletricidade por mês.

Para fabricar as telhas, a companhia deve utilizar cerca de 150 toneladas de plástico reciclado por mês. O material usado é o polietileno de alta densidade – que é impermeável, atóxico, resistente a altas temperaturas e não agride o meio ambiente.

As placas pesam 7 kg e têm pouco mais de 2 metros de comprimento, com um custo 40% mais baixo do que os painéis solares convencionais. A camada de grafeno pode ser aplicada em qualquer tipo e tamanho de telha, facilitando a instalação e a cobertura de áreas muito maiores.

Outra vantagem das telhas de grafeno é que elas também são capazes de absorver energia solar em dias nublados e chuvosos sem comprometer sua capacidade fotovoltaica.

Fonte: https://infosolar.com/tecnologia/equipamentos-fv/telha-de-grafeno-transforma-luz-solar-em-energia-eletrica

Compartilhar: